13 abril 2007

Estante pra quê?

Bem, pessoal, esta postagem deveria ser parte da postagem das fotos, porque o foco é a foto, mas ela merecia uma explicação e achei que o outro post ficaria comprido demais se fizesse tudo junto.

As fotos abaixo me tocam demais! hehe São fotos pós entortamento-e-queda da minha estante de metal, tão carinhosamente comprada de Greg... Como uma estante de metal cheia de livros é algo que a gente não costuma fotografar, eu não tenho nenhuma foto do “antes”, só deste “depois" mesmo... Enfim, aconteceu que eu poderia inventar uma história fascinante pra colocar aqui, mas não sei fazer essas coisas...

Devo dizer que a estante, simplesmente, caiu. Eu fui colocar meu livro de receitas de volta, depois de ter batido um delicioso bolo, e ela achou que era demais aceitar essa recolocação, dando, então, sinais de revolta com uma pequena inclinadinha pra esquerda. Já atenta, pedi a Rafa que se afastasse, que fosse falar um oi pro Manô (pra não ocorrer confusão com os desavisados, já digo que Rafa é o filho e Manô, o nosso labrador).

Achei que uma puxadinha pro lado de cá resolveria meu pequeno problema com a emotiva estante. Puxei. Inexplicavelmente, a desgraçada se torceu em caracol, recusando-se a obedecer minha ordem de voltar pro lugar. Tentei inutilmente me enfiar na frente dela pra evitar uma catastrófica queda, mas me vi meio frágil diante dessa situação tão delicada. Saí da frente, xinguei e soltei, largando pra Deus! Deus tinha mais o que fazer e a estante caiu, torcida como escada caracol, como podem ver pelas fotos...

Ainda não comprei outra, meus livros estão espalhados pela casa há dois meses (aconteceu em 10 de fevereiro), as meninas aqui estão contentíssimas com isso e eu resolvi ficar contente assim também. Quem me garante que eu vou comprar uma estante normal da próxima vez?!